Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

pai João e mãe Sofia

pai João e mãe Sofia

08
Abr13

98 / 365

mãe Sofia

   

    

As viagens de carro... Hum... que dizer dos nossos quase 100km diários sempre todos juntos?

   

Vamos intercalando, muitas vezes, as picardias entre eles com jogos. Há já uns tempos que jogávamos com o mais velho ao jogo das letras. Um diz uma letra e todos dizemos, à vez, palavras começadas por essa letra. Entretanto já passámos várias fases com o mini: o não querer jogar sequer, o jogar dizendo palavras ao calhas (nunca começadas pela letra em questão), o jogar repetindo palavras ditas por nós (mesmo que usadas há duas letras atrás).

  

Hoje voltámos para casa a jogar ao jogo das letras.

O filho crescido está quase imbatível! Mas às vezes ainda saem coisas engraçadas, como hoje, na letra P, prócolos!

O mini está também muito crescido. Já respeitou a vez de cada um e a letra a que estamos a jogar. Umas vezes repetiu palavras que já nos tinha ouvido dizer, mas outras vezes conseguiu mesmo dizer palavras começadas pela letra em questão.

      

09
Mar13

68 / 365

mãe Sofia

Acordei cheia de febre, com a cabeça a pesar uma tonelada e o corpo todo dorido. Arrasto-me de um lado para o outro, quase a lamber o chão.

  

Com o pai e o crescido o dia todo em atividades (ele é aulas de música, ele é concertos, ele é festas de anos), o mini ficou em autogestão.

   

  

   

Quando o pai e o crescido chegaram a casa, havia uma cadeira em frente à despensa e outra no frigorífico.

       

25
Out11

Contador de histórias

mãe Sofia

Depois dos dentes lavados chegaram à cama e tinham a Amélia à espera e o mini insistiu em ser ele a ler a história!

(Às vezes é o crescido que a história da noite...)

   

Sentou-se muito compenetrado e começou:

   

    

Pai, podemos ter um cãozinho?

Mélia! Não podemos ter um cãozinho. Ladra muito!

  

Pai, podemos ter uma vaca?

Mélia! Não podemos ter uma vaca. Muuuuuu!

(não há nenhuma vaca na história, mas quem conta um conto...)

  

Pai, podemos ter um cavalo?

Mélia! Não podemos ter um cavalo. O cavalo gosta de saltar muito!

  

Pai, podemos nter uma águia?

Mélia! Não podemos ter uma águia. Voa no céu!

  

E contou, contou, contou até ao fim.

Até me vieram as lágrimas aos olhos. Como é possível estar tão crescido...

  

     

25
Ago11

Aha moments

mãe Sofia

Ontem no carro, a comer uma bolacha: Óia, mãe, um tiângulo!

  

Hoje, a convencê-lo a por a fralda da noite, chamo-lhe a atenção para o desenho de um elefante. E um quadádo, mãe!

  

  

E tinha toda a razão!

É sempre tão hiper-mega-ultra resistente a qualquer coisa que lhe tentemos ensinar que às tantas acabamos por nem sequer tentar. Acho que nunca lhe tentei ensinar formalmente as formas geométricas. E, pelos vistos, conhece-as bem!

Como as cores, por exemplo. É capaz de dizer a cor certa de um objecto a meio de uma conversa, mas se lho perguntamos directamente, responde uma coisa qualquer. Ou pior (para mim, que me deixa doida!), diz uma cor errada, de propósito, e ri-se de gozo.

   

Que grande surpresa!! Boa, mini-filhote!

  {#emotions_dlg.blink}

27
Jun11

Sociedade de consumo aos 5 anos

mãe Sofia

Na farmácia onde fomos comprar uns medicamentos para o mini (para uma coisa urinária que aparentemente não é infecção, mas que lhe altera muito os valores na análise da urina) ofereceram um chupa-chupa a cada um.

  

Já de volta a casa, a ambiguidade da oferta não passou despercebida:

  

Mãe, estes chupas fazem bem à saúde?

  

Não... mas realmente é um disparate oferecerem chupa-chupas na farmácia, não é?

  

Pois!! Deve ser para depois irmos lá gastar imenso dinheiro em xaropes!!

      

11
Jul10

Auto-confiança

mãe Sofia

Acabámos um jantar com amigos já tarde e enquanto adormeço o mini no sofá da sala, vai dando um programa de dança na televisão.

Deito o mini adormecido na cama e levo o filhote crescido para baixo. Enquanto ponho pasta na escova de dentes, ele dança.

 

Então? Gostaste de ver os senhores a dançar, foi?

 

Sim, gostei. E continua a dançar ao som do silêncio. Aquele chama-se Achas que sabes dançar?, não é?

 

É.

 

Eu nem preciso de ver. Eu já sei dançar! Vês??

{#emotions_dlg.sidemouth}

Era um bocadinho de humildade, ó faxavor!

 

22
Mai10

Teorias pós Walking with Dinosaurs

mãe Sofia

1. Dantes, só havia uma rocha. Depois os anos passaram... e passaram... e a rocha partiu-se e os bocadinhos foram-se afastando... afastando.

Pangeia, portanto, e a formação dos continentes.

 

2. Os dinossauros carnívoros não comem plantas. Mas, às vezes, cheiravam as flores.

Um dos dinossauros carnívoros aproximou-se de uma flor e, na sua opinião, demorou-se por lá tempo demais. Não a estava a comer porque era carnívoro... portanto só podia estar a cheirá-la.

 

3. Caiu um meteorito no Planeta Terra e os dinossauros desistiram.

Verbo desistir. Um mix de "deixar de existir". É o problema de ter uma mãe que não lhe diz simplesmente: morreram.

 

4. Os dinossauros desistiram porque, quando caiu o meteorito, fez um grande buraco e os dinossauros caíram lá para dentro.

Eu omiti o impacto e o mais que provável esmagamento de uns quantos. Mas tenho a certeza que abordei a poeira que se levantou e no facto de não conseguirem respirar.

Não devo ter explicado bem...

 

 

Não tem nenhuma teoria concreta sobre vulcões, mas é uma coisa que o preocupa.

A juntar aos vulcões dos dinossauros, há o da Islândia que conhece das notícias que ouvimos no rádio do carro de manhã. O vulcão, o fumo, as cinzas... tudo numa grande miscelânea naquela cabeça, que inclui ainda aviões que não podem voar e um Papa na dúvida se podia vir a Portugal.

Acho que vou passar a escolher uma estação que só passe música.

 

 

E por falar em ciências destas a um mês do aniversário do pequeno, deixo uma dica: o miúdo está a precisar de um globo terrestre.

É que as perguntas são cada vez mais complexas e torna-se difícil explicar alguma coisa começando com imagina que... a alguém que não tem capacidade de abstracção.

{#emotions_dlg.sarcastic}

17
Mar10

Quá!

pai João

 Hoje, ao passar pela vila, fomos até ao rio ver os patos que o filhote grande tanto gosta. 

 

Para espanto de todos o mini filhote, assim que avista um dos patos, guincha imediatamente um claro e sonoro:  

 

Quá!

 

Mais uma a juntar ao  Ham! do cão e SSSSS.... da cobra!

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D