Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

pai João e mãe Sofia

pai João e mãe Sofia

25
Jan17

Ano novo, casa nova

mãe Sofia

     

IMG_20170125_173827.jpg

     

São 17h45 e estamos em casa. Os trabalhos de casa estão feitos e a casa organizada.

Há playmobil a rolar e chá quente para mim. 

Falta tanto tempo até ao jantar... :)

      

(Estamos muito felizes com a mudança para este novo miniapartamento, no centro de tudo. A uma walking distance de todas as nossas novas rotinas, ao contrário dos mais de 100 km diários que fizemos nos últimos anos. Mais do que felizes, estamos mais descansados, menos stressados, mais disponíveis.

Mas... também há um piquinho no coração quando me lembro da outra casa. Da nossa casa. Da casa grande, com jardim e espaço exterior à volta, onde haveríamos de ir todos os fins de semana, mas onde ainda não voltámos desde que nos mudámos. Da casa que nos viu crescer nos últimos 10 anos e que tem os melhores vizinhos do mundo. Da casa onde fomos/somos tão felizes.)

  

23
Out12

Para o que uma mãe está guardada

mãe Sofia

À hora de lavar os dentes o pai João reclama com a forma como a pasta de dentes de gente crescida está espremida. Eu lembro-o que desde que fui ao dentista na semana passada que uso a pasta que me deram no consultório e que, portanto, não tenho nada a ver com pastas espremidas a meio.

Ele, que foi ao dentista esta semana, aumenta o tom de reclamação: Deram-te uma pasta de dentes? A mim não me deram nada!!

  

O filho crescido apazigua-o: Ó pai, isso é porque de certeza que a mãe tinha os dentes muito mais sujos do que os teus!

            {#emotions_dlg.sidemouth}

17
Ago11

Do Algarve

mãe Sofia

Acho que já tinha dito que foram as melhores férias dos últimos anos... Na zona de Albufeira, com acompanhia perfeita dos meus pais, tios e afilhada por perto, a 5 minutos de carro da praia e com várias piscinas à disposição. O tempo esteve óptimo e houve dias de estarmos na piscina até às 20.30h.

  

Os miúdos cobertos de mimos e atenção por todos os lados e nós mais descansados com tantos olhos adultos postos nas nossas crianças. Pelo meio houve tempo para ir a Sagres, através na Ciência Viva no Verão, ao farol de S. Vicente - que o filhote crescido, por razões óbvias, andava há tanto tempo a querer visitar - e uma escapadinha romântica dos adultos cá de casa ao Aquashow - sem uma úncia foto tal foi a vontade de viver os escorregas aquáticos e a montanha russa ao máximo!

   

Entretanto praia, muita praia, e piscina. Com castelos na areia, revistas lidas à sombra, bodyboard dos filhos no mar, mergulhos na piscina, jogos de raquetes na relva... Um delírio!

E ainda houve tempo para encontros arroz chau-chau com amigos de sempre.

  

   

Ah, e sem esquecer, claro, a nossa primeira Feira Medieval a sério, em Silves.

Que barriga cheia de idade medieval!

Alugámos roupa para os filhos e afilhada - sim, pai, bem sei que estavas à espera que me vestisse também, fica para o ano -, os miúdos ganharam escudos e espadas em madeira e andaram de carrossel à manivela e de burro. Jantámos por lá, assitimos a teatros, danças do ventre e espectáculos de música e malabarismo... Enfim, um sem número de novas experiências de alturas bem antigas.

E tantas novas perguntas by filho crescido sobre a idade medieval. A minha preferida até agora: Os piratas e cavaleiros da idade medieval também tinham mãe?

           

     

E que saudades de tudo, já!

Do dolce far niente, do tempo exclusivamente dedicado aos miúdos e a nós, do apartamento, da varanda onde fazíamos todas as refeições, da cama comunitária (que nem pensar em ter filhos a dormir sozinhos na sala), da praia e das piscinas... Da companhia...

  

O melhor é começar já um mealheiro de férias e marcar duas semanas inteiras (por que não mais tempo?...) para o próximo ano.

     

24
Mai11

Bem-vindos, passarinhos!

mãe Sofia

     

      

A ideia foi do pai João e transformou-se num fim de dia delicioso com um projecto feito a quatro.

Um comedouro e um bebedouro para os passarinhos que passem pelo nosso quintal.

   

Vamos ver quem nos vem visitar nos próximos dias.

Há pãozinho e água à discrição.

{#emotions_dlg.blink}

      

12
Set10

24 horas de nós

mãe Sofia

Saboreámos o sossego e a calma mas, na verdade, pensámos e falámos neles o tempo quase todo (bem, o V. ia gostar tanto disto! olha, o R. se estivesse aqui ia fazer logo assim. Temos de cá voltar com os miúdos! e outras pérolas do género...).

 

Voltámos cheios de saudades e com uma certeza: é bom estarmos só os dois, mas não nos sentimos completos nunca.

11
Set10

A dois

mãe Sofia

Deixámos os filhotes nos avós, com a desculpa de que os avós tinham tantas saudades deles que os convidaram para lá ir dormir, e viemos para as redondezas de Portalegre.

  

Aproveitámos o fim de tarde na piscina, entre mergulhos, revistas e conversa posta em dia, jantámos com calma e demos uma (grande) voltinha pela aldeia (será aldeia?) que por acaso está em festa. Amanhã planeamos dormir até tarde e aproveitar um bocadinho da piscina depois do pequeno-almoço, antes de voltar a casa.

  

É a primeira escapadinha que fazemos. A primeira noite que passamos longe do mini.

Estamos contentes com a oportunidade deste momento sozinhos em que nos aproveitamos um ao outro sem interrupções (sem falar na noite seguida que vamos dormir!!!), mas de corações apertadinhos com saudades dos pequenotes, aliás, o tema de 95% das conversas entre nós.

  

Amanhã vou dar-lhes (a eles que na verdade nem nos devem sentir a falta) os beijinhos e os mimos todos que não dei nas horas em que estive longe.

   

11
Abr10

Visita à casa mãe

pai João

O Zoo de Lisboa é um local especial para nós- foi lá que o Pai João conheceu a Mãe Sofia.

 

Recomendo vivamente a visita a este local onde ver as espécies é cada vez mais agradável pois estão cada vez melhor instaladas. Especialmente os felinos (vejam os novos três tigres) e os primatas, onde encontrámos uma família "igual" à nossa- pai, mãe com cria ao colo e cria mais velha agarrada a eles.

 

Por termos lá amigos a trabalhar, pudémos realizar o sonho de muitos que visitam a baía dos golfinhos e tocámos num golfinho: a Cody. Curiosamente o Filhote mais velho não quis tocar neles preferindo um beijo de leão marinho. 

Também pudémos tirar uma foto de família com um leão marinho da Patagónia bebé (com 320kg!) que me deu um beijo-cheiro-a-peixe-cru mas não foi o mesmo que tocar em golfinhos... não sei explicar bem...

 

Não posso deixar de referir o à vontade com que o filhote mais novo mexeu e remexeu nas cabras-anãs, como se se tratasse da Ginja.

 

Vão ao Zoo. Vão cedinho e saiam tarde, está o máximo.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D