Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

pai João e mãe Sofia

pai João e mãe Sofia

30 meses (e 2 dias)

    

    

Tem uma voz fininha, é todo miudinho e ar de quem não parte um prato. Mas é preciso estar sempre em alerta porque, assim como quem não quer a coisa, faz de qualquer pessoa (ou cadela) o que quer.

   

É um furacão, é o miúdo mais desenrascado que conheço e o que tem mais charme.

Adora meninas mais velhas e, inacreditavelmente, elas rendem-se às suas vontades. Tem uma paixão assolapada pela irmã (mais velha) de um amigo do mano. Cada vez que se fala em Rita, pergunta ansioso A Rita minha? Há também uma vizinha da idade do mano crescido que vem brincar às vezes cá para casa. Ele gosta da Diana, mas por quem ele pergunta sempre é pela mana adolescente dela. 

   

Gosta muito de ir à escola e dos amigos que lá tem. Vai contando cada vez melhor o que faz por lá e fala muito no João Pedro (amigo dos disparates das brincadeiras, pelo que vamos sabendo) e nas meninas, a Marta, a Matilde, a Constança... Cá em casa não pode ver ninguém aproximar-se da porta da rua e já vai dando os seus giros nas bicicletas e trotinetas que o irmão vai deixando disponíveis.    

De repente descobriu os livros e não só ouve, como quer contar-nos histórias. De repente passou a gostar de fazer puzzles, mas só dos que estão relacionados com obras e com companhia.

   

30 meses... parece impossível, irreal... Tão crescido e tão pequenino ao mesmo tempo.

Vou-me queixando dos bocados da noite que passa na nossa cama, das viagens de carro em que vou toda esticada só para lhe dar a mão, das manhãs em que me atraso porque não me quer largar o colo... mas durante as horas em que estamos separados durante o dia, sinto-lhe fisicamente a falta. Não sei se alguém percebe o que é isto de sentir fisicamente a falta, mas eu sinto. Chega a doer no coração e a faltar o ar nos pulmões. Depois enterro o meu nariz no pescoço dele assim que o vejo e colo-lhe o corpo ao meu num abraço muito apertado. E tudo fica bem.

  

Mini-filhote, amamos-te exactamente como és. Apaixonadamente!

     

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.