Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

pai João e mãe Sofia

pai João e mãe Sofia

2 anos

 

 

Dois anos do bebé mais desenrascado e desempoeirado que conheço. Dono do mundo, todo-o-terreno e adaptável a qualquer situação. Deste mini que põe todo o seu ser em tudo o que faz, que é tão passionate e sempre tão verdadeiro que acaba por apaixonar também tanta gente.

 

Dois anos dos mimos mais sentidos, das festinhas mais doces, dos abraços mais apertados, dos beijinhos mais repenicados. Dois anos a segurá-lo nos braços, a apertá-lo e a cheirá-lo. A decorar-lhe os gestos, os cheiros, as feições, os maneirismos. A sentir saudades dos dias inteiros com ele enroscadinho no meu colo, a adivinhar as saudades que vou sentir no futuro dos dias que agora correm.

 

Dois anos de menino quase desfraldado que vem quase todas as noites para a nossa cama. Que só quer andar de carro de mão dada com quem vai no banco ao lado do condutor, mas que quer fazer tudo sozinho e que dá sempre as suas muitas opiniões em português e na língua que só ele fala mas que ainda é muito usada. Dois anos de gostos bem vincados, de paixão por bolas, cães e motas... por papa, arroz, batatas fritas e legumes verdes.

 

Dois anos de um mini-filho feliz, sempre divertido, brincalhão e cheio de sentido de humor.

Dois anos de pais mais ricos, de mano mais preenchido, de família mais completa.

 

Parabéns, Rodrigo.

Um dia (uma vida inteira!) muito, muito feliz.

 

(E desculpa tudo o que te vou lambuzar hoje.)

7 comentários

Comentar post