Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

pai João e mãe Sofia

pai João e mãe Sofia

Quase, quase

 

 

Hoje foi um domingo quase perfeito.

 

Primeiro, a surpresa de encontrar tanta gente conhecida no concerto, a partilha com a bebé Margarida e a mãe, os arrepios com os acordes no piano do Bernardo Sassetti e os filhos presos pelos sons dos vários instrumentos e das vozes que vão e vêm.

As conversas puxadas entre o almoço e a praia, para evitar as sestas de três minutos que deixam filhos com mau feitio. O cheiro do mar e a areia entre os dedos dos pés. E colada nas minhas mãos e nas orelhas e nas bochechas deles. A tarde inteirinha na Praia das Maçãs.

Os bolos e castelos, o som do Parabéns cantado vezes sem fim. O sol, tão quentinho, tão agradável. As gargalhadas deles nas corridas na areia, de pé ou a rastejar. E os calafrios quando se atiram para cima um do outro.

E os meus pés ensopados dentro dos ténis, depois de tirar o mini de dentro de água.

As conversas com a minha amiga Flávia e o pão com chouriço à saída da praia. As fotos com os miúdos todos juntos, sentados no canteiro, agarrados ao pão e ao sumo.

 

Que o Outono se vá mantendo assim.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.