Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

pai João e mãe Sofia

pai João e mãe Sofia

Manos

Ontem à noite, depois de um fim-de-semana a mil à hora, vislumbrei-lhes mais um momento de verdadeira cumplicidade.

 

No restaurante, um de cada lado da mesa, batiam sincronizados com as mãos na mesa e, alternadamente, um parava o batuque e fazia um gesto. O outro imitava e recomeçavam a música de percussão. Depois era o outro que fazia um gesto ou uma posição para o primeiro fazer igual.

 

Estiveram nisto que tempos e foi tão lindo e tão eternecedor (para mim, pelo menos, que estava absorta do batuque) que cheguei a emocionar-me.

 

 

Haja descanso dos guinchos e das zangas que vão surgindo entre os dois.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.