Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

pai João e mãe Sofia

pai João e mãe Sofia

Crescido

Trouxe-o comigo para casa depois do almoço (dele) e não podia vir mais inchada de orgulho.

   

Deixei-o de manhã com a auxiliar da sala e ele ficou. Um pouco renitente, mas sem beicinhos nem lágrimas. Estive em pulgas toda a manhã para, à hora do meu intervalo, ficar a saber que esteve muito bem o tempo todo.

    

Brincou, ouviu histórias e canções, correu no recreio (e observou), almoçou com os seus novos amigos no refeitório.

    

Como se não bastassem os elogios de quem esteve com ele na sala, ouvi elogios rasgados de outros funcionários do colégio. Que tinha andado sempre sorridente. Que se estava a portar muito bem. Que se metia com quem já conhecia...

   

O primeiro dia a sério já passou. E bem!

Vamos ver se a boa-disposição continua...