Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

pai João e mãe Sofia

pai João e mãe Sofia

Dia 1

  

   

Recebeu o skate e as proteções no aniversário (e uns patins que não fotografei por estar eu também de patins - e eu não andava de patins há... muito tempo).

É verdade que não lida bem com a frustração de não conseguir fazer bem à primeira, mas é uma ótima maneira de praticar. ;)

  

   

Depois de tanta atividade, o almoço:

Mini - O que são esses verdinhos?

Mãe - São couves-de-bruxelas.

Mini - A sério? As bruxas vieram trazer-nos couves?

       

Desfibrilhador

Tem ficado imensa coisa por registar. Coisas maiores como as festas de Natal da escola de cada um (um mini anjo e um crescido São José) ou as festividades ciganas de três dias para comemorar o quarto aniversário do mini (festa na escola no dia 14, festa em casa com a família no dia 15, festa num daqueles parques horríveis de insufláveis para os amigos pequenos pularem e correrem no dia 16). Nem falei tão pouco dos seis anos e meio do mais crescido. Ou das coisas insignificantes de todos os dias, que me dão um prazer imenso ler uns anos depois. 

    

Mas como as resoluções de Ano Novo são típicas e a falta de energia do blog está também a tornar-se típica, vamos tentar um novo modelo. Uma nova abordagem para tentar ressuscitar a coisa, que tanta pena me dá não conseguir ter... às vezes nem é tempo, é energia... para o manter.

Não é uma ideia nova, mas é uma que me agrada e que talvez me dê a motivação necessária para a manter durante os próximos 365 dias.

      

A ver se não fica mesmo como as resoluções de Ano Novo que nunca chegam ao Carnaval...

     {#emotions_dlg.blink}

2013

2012 foi um ano bom. Foi o ano mais calmo dos últimos tempos.

Sem filhos a nascer, sem mudanças de casa, sem ninguém a fazer aulas de mestrado - mas eu acabei o meu. Tivemos saúde, a família e os amigos sempre presentes, tivemos trabalho. Tivemos amor, dinheiro (contadinho) e criatividade e resignação para fazer mais com menos. Batizámos os filhos - acho que foi o nosso acontecimento do ano -, fomos à nossa primeira manifestação. Fizemos fins de semana românticos e passeámos qb com os miúdos.

 

Sabemos que 2013 não vai ser fácil, mas vai trazer-nos, logo no primeiro trimestre do ano, dois bebés para a nossa família. Se isso não é um bom prenúncio, não sei o que será!

E por isso temos esperança que este ano que começa hoje seja tão rico de coisas boas como este que passou. Mesmo que com menos dinheiro.

    

Um Bom Ano para todos!

Assim mesmo, com letra maiúscula. Para atrair energias positivas.

       

Pág. 4/4