Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

pai João e mãe Sofia

pai João e mãe Sofia

KO ou Movimento "Uma festa de anos todos os sábados"

A festa do crescido foi ontem.

Família, amigos da escola, amigos de sempre. Piscina, mergulhos, futebol, corridas e brincadeira.

  

O crescido acordou às 10h (normalmente às 8 estão a pé). Eu logo a seguir. O pai veio para a sala quinze minutos depois (porque lhe cheirou a montagem de legos, digo eu).

  

O mini continua a dormir... depois de ontem ter desmaiado no sofá.

Afinal sempre há um fim nestas pilhas! Dorme, dorme, filhote!

  {#emotions_dlg.smile}

Meia dúzia

Este é um ponto de viragem.

Que o são todos os dias, os mesmos em que te vemos crescer diante dos nossos olhos, aqueles em que te vemos tomar decisões, aprender e experimentar coisas mais difíceis. Mas seis anos, são seis anos. É o ano de caírem muitos dentes. De poderes participar em praticamente todas as atividades propostas para crianças. De entrares no 1º ciclo e de iniciares uma aprendizagem mais formal.

  

E na verdade, tudo o que queremos é que continues a crescer assim. Curioso, crítico, integro, amigo. E cada vez mais descontraído e alegre. E feliz.

   

  

Podia escrever também que aos 6 anos és lindo. E inteligente. E portador de um dos melhores corações que alguma vez conheci.

Mas isso, toda a gente que te conhece sabe.

  

Feliz aniversário, filhote!

E - apesar de assustador - venham muitas meias dúzias!

 

Iéiéiééééé, Santo António é que é!

  

   

Mais um ano da nossa tradição, desta vez acompanhados.

Os padrinhos do mini e a madrinha do crescido juntaram-se a nós e foi uma animação. Os quatro miúdos, na foto sentadinhos no chão agarrados à grade, dançaram, aplaudiram e gritaram. Sentados, ao colo, às cavalitas, em pé em cima de um caixote...

   

Para o ano, além das marchas na avenida, arriscamo-nos nos bailaricos!

Combinado?

   

Da vida no campo

Na sexta-feira, o pai João foi pedir uma lata de salsichas a uns dos vizinhos. Trocou a lata de salsichas por uma ratoeira, que os vizinhos estavam com um problema... roedor.

  

Hoje, a meio da manhã, o mini apareceu-me em casa com um saco de nozes dado pelos nossos vizinhos do lado. Os mesmos que partilham connosco salsa e coentros e com quem partilhamos os nossos morangueiros.

    

Do dia deles

O dia de escola foi recheado de brincadeiras.

O mini pintou um chapéu, o crescido fez um copo para lápis.

   

    

Ao fim da tarde fui à sala do crescido fazer uma sessão de pinturas faciais e acabámos dia em beleza entre amigos. Fomos ao "café do labirinto" (como as minhas crianças lhe chamam) e houve corridas e brincadeiras para os pequenos, muita conversa para os grandes.

   

Ah!

E o prometido jantar de ovos mexidos com salsichas e batatas fritas foi cumprido!

     

Pág. 2/2