Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

pai João e mãe Sofia

pai João e mãe Sofia

Queixamo-nos, queixamo-nos...

Mas hoje aguentou idas e esperas em três bancos diferentes; entrou, esperou e saiu de várias lojas; andou num sem fim de entra-no-carro-e-aperta-os-cintos-da-cadeira e sai-do-carro-e-desaperta-tudo-outra-vez; fora as vezes em que foi só um adulto a sair e ele esperou pacientemente no carro com o outro progenitor e o irmão.

     

Eu portei muito bem, pois portei?

    

Portou. Muito, muito bem.

Aliás, como sempre.

      

Nós é que, habituados à calma e versatilidade, nos esquecemos às vezes da idade dele.

Está crescido e só quer paródia

Estica-se todo na nossa direcção, chama e até treme com o xitex a antecipar o que aí vem.

 

Ele é beijinhos no pescoço, cavalinhos a saltar nas pernas da mãe, coceguinhas na barriga, mordiscadelas nas orelhas e abanicos. Ri à gargalhada, guincha e pede mais, sempre mais.

 

Os brinquedos preferidos do R. somos nós!

          

Pág. 5/5