Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

pai João e mãe Sofia

pai João e mãe Sofia

04
Mar17

Fotografia em palavras

mãe Sofia

São duas da manhã, estamos os três - eu e os miúdos - a sorrir no espelho do elevador. 

     

Viemos do jantar de aniversário do Martim. Comida, conversas, gargalhadas, desabafos e exemplos de vida com uma família que vai sendo também um pouco nossa. Os miúdos conversaram, jogaram PlayStation e tablet, jogaram xadrez. Os mais novos já dormiam, o afilhado na cama, o mini no sofá da sala, enrolado numa manta que foi buscar quando sentiu o sono a chegar. Recebemos um convite de casamento inesperado. Estivemos com amigos-família e temos o coração cheio.

    

12 anos de sobrinho do coração. E às duas da manhã, estacionei o carro muito longe da porta de casa. Os dois filhos adormecidos e choviam gatos e cães. Acordei o crescido e pus-lhe um chapéu de chuva na mão. Saiu do carro e seguiu pelo passeio, vários passos dados no sentido contrário da porta do prédio, até se ter dado conta do erro e dado meia-volta. O mini pendurado em mim. Braços e pernas apertados à volta do meu corpo, que as minhas mãos estão ocupadas com malas, sacos e o chapéu de chuva. 

    

Estamos os três, às duas da manhã, a sorrir no espelho de elevador. Tantos andares para cima. Apanhámos o ar fresco da noite e uns pingos rebeldes na cara. Estamos cansados, mas acordados. Estamos felizes e rimos os três porque temos a sorte de ter estado com amigos-família. Temos o pai a trabalhar e a voltar dali a pouco, a cadela a passar o fim de semana nos avós, mas temos a fortuna de nos termos uns aos outros. E sorrimos. E como é tarde e estamos para lá de cansados, dizemos disparates. E como dizemos disparates, rimos no elevador e fazemos chiu porque são duas da manhã. 

    

E quando os meus olhos batem no espelho do elevador, levo a mão ao bolso para pegar no telemóvel e tirar uma fotografia. Porque são duas da manhã, mas temos energia para rir e para estarmos bem-dispostos. Só que percebo que a imagem que vai ficar gravada, apesar de sermos nós a sorrirmos, não vai traduzir de maneira nenhuma o nosso estado de espírito. O meu, na verdade, que sou eu que quero agarrar este momento.

   

Largo o telemóvel, inspiro fundo e tiro uma fotografia com os olhos e com o coração. Estas mil palavras valem mais do que uma simples imagem.

    

     

 

03
Mai15

Dia da Mãe

mãe Sofia

Um dia farrusco, mas delicioso, passado a fazer o que mais gosto, com quem mais gosto.

                 

IMG_20150503_171629.jpg

                            

Fomos ao Museu Nacional de Arte Antiga ver a Custódia de Belém (protagonista no livro que lemos durante as férias da Páscoa), almoçámos em Belém com os avós e seguimos para o Museu de Marinha e a Torre de Belém.

      

 

     

 

02
Mai15

Finais felizes

mãe Sofia

Por mais respostas tortas que dêem e birras que façam; por mais emoções que um dia tenha, mesmo numa sucessão de dias frustrantes; por mais que sofra por antecipação com o sentir dos dias a escorrerem-me por entre os dedos das mãos e já com tantas saudades de os ver sempre pequenos... tudo acaba bem quando um filho pequeno adormece enroscado em mim no sofá da sala e um filho crescido adormece com festinhas nas costas, depois de pedir para se deitar um bocadinho na minha cama.

01
Abr14

Sorte ao jogo e ao amor

mãe Sofia

O mini, que alega ter várias namoradas (não gosto muito da nomenclatura, mas a verdade é que faz sucesso entre o mini-mulherio da escola), ganhou 20 euros numa raspadinha.

    {#emotions_dlg.smile}   

    

Temos a tradição (que acontece uma vez para aí de 2 em 2 meses) de, quando vamos pequeno-almoçar ou lanchar ao café aqui da vila, deixar o crescido ir à papelaria em frente - sozinho, com uma estrada para atravessar - comprar uma raspadinha para cada filho raspar. É uma graça, eles acham emocionante e, de vez em quando, até lhes sai uma moeda de 1 ou 2 euros.

Ontem, viemos para casa ao fim do dia sem o pai e parámos no café para comermos umas torradinhas. E pediram, obviamente, para ir comprar raspadinhas, uma para cada um.

Foram, pela primeira vez, os dois.

Moedas na mão, sozinhos, mão dada, passadeira fora. O meu coração aos saltos até os ver de volta.

      

E pronto, a raspadinha do mini tinha 20 euros.

     

   

28
Set13

270 / 365

mãe Sofia
               


              

Miudos mais giros do meu coração,

  

Quando, ao sábado de manhã, desarrumam e recortam cartolinas, folhas de papel, pedaços de musgami e de papel autocolante, saibam que só vos sorrio e vos ajudo a desenhar e a recortar sempre que pedem, porque acredito piamente que a criatividade, a autonomia e a capacidade de pôr em pé um projeto que nasce de uma ideia são bens essenciais para o futuro.

  

Saibam também que, apesar da minha aparente disponibilidade e das minhas palavras de apoio, no meu interior, digo palavras menos simpáticas e tenho pensamentos muito maus quando, às 11 da manhã de um sábado, tenho a sala revirada e o chão da casa inteira coberto de bocadinhos de cartolina, papel, musgami e papel autocolante... e cola líquida a precisar de ser raspada da mesa da sala. A mesma que está coberta de canetas e lápis que vão escorregando para o chão. 

    

Eu juro que apoio a criatividade. Que coleciono caixas de cartão. Que vos mostro livros com ideias giras de artes plásticas. Que mantenho os materiais em sítios sempre muito acessíveis. Mas às vezes custa tanto...

Assim como assim, prefiro quando me pedem que faça panquecas quando ainda tenho um olho meio aberto e outro meio fechado, às 8 da matina de um dia de fim de semana (aqueles em que eu gostava mesmo muito de poder dormir um bocadinho mais...).

             

Mãe Sofia

   

p.s. - mas os escudos, as espadas, os postais e afins ficaram muito, muito giros!

               
Lilypie Kids Birthday tickers
Lilypie Kids Birthday tickers

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D