Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

pai João e mãe Sofia

pai João e mãe Sofia

31
Mar08

Ao lanche,

mãe Sofia

o filhote come mninhos e memés .

   

Ora, está-se mesmo a ver que a palavra mninhos , vem da junção de iogurtes pequeninos (que é como lhes costumo chamar).

São comidos aos pares, sempre e impreterivelmente depois de (pelo menos) um iogurte normal.

           

Já os memés, são as bolachas com formas de animais e que, por isso mesmo, vão variando o nome.

Comem-se depois dos iogurtes, grandes e pequeninos, e, se à primeira lhes chama logo memés, também já o ouvi referir-se a elas como nimais, macaco, ou uau (um gato, claro está!).

 

 

 

    

   

Dito sempre à porta da dispensa ou do frigorífico, de preferência esticado porta acima e prestes a escorregar na mimalhice com que o pede.

  

Irresistível, portanto!

      

30
Mar08

Nestas férias...

mãe Sofia

... não fizemos nada de especial. Não fomos para fora e esforçámo-nos para não ficarmos atulhados em compromissos e coisas para fazer.

Amanhã vou fazer má figura, frente aos relatos bombásticos das férias dos meus alunos.

Mas eu precisava mesmo de uns dias assim. Sem correrias, sem pressas, sem horas marcadas, sem rotinas definidas. Precisava de uns dias-pijama.

       

Precisava de tempo para estarmos juntos, para namorarmos, para disfrutarmos das brincadeiras descontraídas do filhote, para ler, para ver televisão...

  

Nestas férias houve tempo para as sestas, para passeios aqui na vila, para os encontros com  amigos, para almoçaradas com a família, para ler livros e revistas e para brincadeiras intermináveis no chão da sala. Para os livros, os puzzles, os comboios e as garagens.

  

Pelo meio, lá conseguimos ter um dia só para nós, com direito a massagens e tudo, e o filhote ainda foi premiado com uma ida ao Oceanário, com concerto incluído, com os avós (enquanto nós namorámos pelo Chiado).

   

Sinto-me descansada e descontraída.

Gosto muito de passear e de ir à descoberta de novos sítios... mas estava mesmo precisada deste descanso, deste dolce far niente.

    

E não me apetece nada pensar em amanhã...

      

26
Mar08

Gosto

mãe Sofia

De te conhecer tão bem nas reacções, nos pensamentos, nas brincadeiras, nos gostos. Nos teus sons que para mim são palavras e frases. No que te amedronta e no que te deixa triste.

  

Da tua exigência em que eu esteja sempre ali ao pé. Sempre presente.  

      

Da intimidade que temos, do poder do toque, da ligação física que conquistámos além da hierarquia natural de mãe e filho.

   

Do riso e da alegria que te sai por todos os poros quando te vou buscar à creche, que é quase igual ao que demonstras nos abraços que me dás quando, entretido a brincar na sala, te lembras de mim, na cozinha.

  

Da tua vontade em me levar onde estás a brincar, pegando-me na mão, puxando e ordenando xenta . Das festas que me fazes na cara, olhos nos olhos, quando estás sentado ao meu colo e vês que já estou tão cansada de brincar contigo que já não te ligo nenhuma.

            

Do teu à vontade, da tua espontaneidade , de todo o teu ser sem reservas sabendo-te protegido connosco.

   

 

E eu sei que não vai ser sempre assim.

Que te vais afastar todos os dias um bocadinho. Que esta luz do olhar de amor sem igual um dia será dirigido a outros. Que um dia sairás do ninho.

      

Eu sei que não vai ser sempre assim.

E sei também que mesmo que aproveite agora todos os momentos e que registe todos os bocadinhos desta cumplicidade sem igual, que vou sentir muitas saudades do agora que vivemos.

   

E sei que isso também é bom.

    

25
Mar08

The lions sleeps tonight...

mãe Sofia

Há já bastante tempo que nos divertimos com vídeos do YouTube.

Entre episódios do Pocoyo, as músicas todas do Avô Cantigas, os "tesourinhos" do Recreio da Anita, passando por uma infinidade de nursery rhymes, em inglês.

   

O filhote adora!

     

Nos últimos dias, a loucura com este tem sido tão grande, que não resisti a colocar aqui o vídeo.

  

 
 

  

Pede para ver o vídeo 4 ou 5 vezes seguidas e passa os dias a imitar os gestos do cão e a pedir que lhe cantemos a canção.

  

Só visto!!

           

24
Mar08

Páscoa de arromba!

pai João

Esta Páscoa foi passada em casa dos avós. Chegámos à hora de almoçar (13 horas) e só de lá saímos por volta das 22 horas.

Nesta belo encontro de família (estiveram lá os bisavós, os tios e a prima A.; o primo M. chegou mais tarde) o nosso filhote não parou, nem para dormir a sua sesta. Foi, claro está, a estrela da Páscoa, ou o coelhinho da Páscoa, melhor dizendo, dada a tonteira que o invadiu desde metade da tarde até à hora de sair.

Chegou para todos a sua energia e não deu descanso a ninguém.

Assim que saímos de lá, feita a primeira curva, adormeceu e hoje já compensou com uma soneca de manhã.

Queriam fesejar? Pois ele já percebeu o espírito dos encontros de família!

22
Mar08

O azul do Coelhinho Tremeliques

mãe Sofia

Na semana passada fomos almoçar com a nossa amiga B.

 

O filhote, que já a conhece bem, gosta tanto dela que, caso raro, não hesitou em a meio do passeio sair do meu colo para ir para o dela.

Ela, gosta tanto dele, que lhe ofereceu, só porque sim, um livro. Diz esta minha amiga que a história de "O Coelhinho Tremeliques" é tão bonita que todas as boas pessoas a deviam ter em casa.

   

       

Mas a amiga B. não se ficou pelo livro que ofereceu.

Enquanto nos deliciávamos com histórias na seccção infantil da Fnac, aproveitou para tentar ensinar as cores ao filhote.

   

E... conseguiu parte da tarefa.

Agora, se lhe mostrarmos o céu ou as suas calças de ganga e lhe perguntarmos de que cor são, o filhote responde muito compenetrado:

   

Ajul!

   

O problema é que se lhe perguntarmos de que cor é a árvore, a Ginja ou o seu cabelo, a resposta é invariavelmente a mesma.

 

Ajul!

    

Amiga B., como te disse na sms de hoje, tens que vir ensinar-lhe as outras cores! É que agora tudo, tudo mesmo... é ajul!  

       

21
Mar08

Bô e Bó

pai João
Bô e Bó são duas palavras que estão sempre prontas a sair da boca do filhote.
Quando saímos de carro, quando saímos da creche, quando jogamos, quando brincamos aos telefonemas, quando dedicamos colheres de sopa...enfim...
Não sei o que lhe fizeram na nossa ausência mas o filhote parece perceber muito bem quem gosta dele!
Bom trabalho bô e bó!

Pág. 1/4

Lilypie Kids Birthday tickers
Lilypie Kids Birthday tickers

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D