Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

pai João e mãe Sofia

pai João e mãe Sofia

26
Fev08

Curado!

mãe Sofia

O pediatra já deu alta e até já enviou para a creche, por fax, a declaração em como o filhote pode voltar à escolinha.

   

A febre desapareceu e as manchas já quase não se notam.

  

Apesar do horror de toda a gente quando sabem que o filhote esteve com escarlatina... prefiro isto à infecção respiratória que teve no mês passado...

    

Chegou, mas não fez grande mossa e já passou!

        

25
Fev08

Da escarlatina

mãe Sofia

Não sabemos de onde terá vindo.

Na escola ainda ninguém teve este ano, mas com as actividades no Gymboree, o concerto de música para bebés no domingo da semana passada e todos os outros passeios que fomos fazendo, torna-se impossível descobrir-lhe a origem.

   

De resto, também não consolam nada os comentários sobre a raridade e o pouco comum que é ter escarlatina hoje em dia. Ainda se fosse uma varicela...     

       

Entretanto, o vermelho vivo que lhe cobria a cara e o corpo já começou a aligeirar e a febre também se manteve tão baixinha hoje, que achei que os 38º/38,3º não justificavam a toma de ben-u-ron. A inflamação dos ouvidos e da garganta também deve, por tudo isto, estar melhor.

  

Hoje fiquei eu em casa com ele.

Nos miminhos, nas sestas, nas infindáveis brincadeiras com torres, puzzles, carros e bolas, nas leituras repetidíssimas dos livros de que mais gosta, nos episódios dos amigos todos, cuja preferência vai agora para o Carteiro Paulo.

     

Ele está muito bem-disposto, cheio de humor e brincadeiras novas.

Cheguei ao fim do dia com a certeza de que está cada vez mais crescido, mais conversador, mais conhecedor de tudo o que o rodeia.

 

Amanhã (infelizmente) é a vez do pai.

       

23
Fev08

O fim-de-semana prometia

mãe Sofia
A (doce) previsão.
Um lanche romântico e uma massagem para dois no  sábado à tarde, quem sabe, cometer a loucura de passar o serão numa sessão de cinema a dois; e uma manhã de domingo passada com amigos, no Teatro Tivoli, divertidíssimos com as músicas do Peter Pan.
    
Na sexta-feira veio da escolinha com febre e a pele à volta do nariz foi ficando muito vermelha. Passou a noite cheio de febre e, de manhã, a vermelhidão tinha alastrado à cara, às costas e ao peito.
      
A (dura) realidade.
Hospital logo no sábado de manhã, provável escarlatina, almoço em casa dos avós, massagem (muito boa, mas) a correr, lanche  romântico  totalmente preenchido com conversas e planos sobre a maleita do filhote, outro hospital, escarlatina confirmada, desmarcação do musical de domingo de manhã, jantar de mcdonalds comprado pelo caminho e comido no chão da sala.
     
20
Fev08

Refeições

mãe Sofia

Já se fazem sem o Noddy, sem o Bob, sem o Pocoyo e sem o Paulo.

    

Já se fazem à mesa connosco, mesmo que não coma exactamente o mesmo que nós (embora seja parecido).

 

Já se fazem com sopa, segundo prato e fruta comida à mão.

    

Já se fazem com (quase) tudo comido pela sua própria mão.

  

Já se fazem com birras de não quero e com humm dedicados a alguns alimentos.

    

 

Mas mesmo tendo sido um longo caminho a fazer até aqui (não falando no que ainda falta fazer) ainda me parece mentira quando o vejo sentado ao meu lado, de colher na mão, enfiando (grandes) colheradas de arroz e carne na boca.

      

14
Fev08

20 meses de ti

mãe Sofia

E fruto de um amor tão bom, pergunto-me como poderias ter saído diferente.

   

Amamos as tuas novas palavras, a tua nova cara de fotografia, o teu novo ar de entendido em conversas enquanto vais respondendo às perguntas que te fazemos... mesmo que muitas vezes seja incompreensível o que dizes.

      

Aos 20 meses, amo os teus amo-te que nos dizes sem palavras.

      

12
Fev08

Namoro pegado logo de manhã

mãe Sofia

  

    

Dele e do gato que frequentemente vem miar à nossa janela da cozinha.

   

Falta o som desta fotografia.

Falta o qué ista?, apontando para as migalhas dos biscoitos da Ginja que o pai João deu ao gato, falta o anda cá..., chamando o (mi)aaaauuu enquanto festeja o vidro da janela onde o bichano se encosta.

   

Falta o som baixinho, mas furibundo, da Ginja a rosnar...

         

Parabéns tio Z.!

11
Fev08

Obrigado brinquedos

pai João

    
Estes foram, no nosso pequeno quarto de hotel, os passatempos do filhote.
Aqueles passatempos que nos davam alguma liberdade e, ao mesmo tempo, a possibilidade de nos alimentarmos (já que o entretenimento preferido fomos nós e os saltaricos na cama, estilo cama-elástica)
Sim, porque foram muitos os jantares dentro do quarto... e convinha ele não estar em cima de nós nesses pequenos momentos.
Por isso, bem hajam lindos brinquedos, os que levámos daqui e os que comprámos por lá.

        

Pág. 1/2

Lilypie Kids Birthday tickers
Lilypie Kids Birthday tickers

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D